Ministério Público investiga pagamento do PCC a advogados do PT
08/10/2019 00:58 em Política

O Ministério Público de São Paulo encontrou mensagens no celular de Dércio Gouveia Luiz, comparsa de Marcola, indicando pagamentos feitos a advogados ligados ao Partido dos Trabalhadores (PT). Segundo a TV Record, Dércio Português, como é conhecido, era responsável pelo controle do fornecimento de drogas e pela arrecadação de dinheiro do PCC.

A reportagem revelou que o dinheiro do pagamento a advogados “teria sido usado para mover ações no Supremo Tribunal Federal e na Organização dos Estados Americanos, a OEA, com o objetivo de derrubar uma portaria do Ministério da Justiça que endureceu as regras nas penitenciárias federais”.

É a segunda vez que uma possível ligação do partido com o PCC é revelada, já que em abril conversas entre os criminosos foram interceptadas pela Polícia Federal, revelando que a facção tinha “diálogo cabuloso” com o PT.

No diálogo obtido através de uma investigação do Ministério Público Federal do Paraná, um tesoureiro da facção, Alexsandro Roberto Pereira, conhecido como Elias, reclama das ações do atual governo.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!